27 2104 0900

Notícias > Detalhe

17/04/2020 -

Além da proposta de reabertura dos shoppings, os empresários apresentaram uma proposta para a retomada das lojas de rua. Pela proposta, o comércio funcionaria com dois horários diferentes, quanto durar a pandemia do coronavírus. O objetivo é evitar aglomerações nas ruas e nos ônibus.

Segundo a proposta, as lojas de rua do segmento de construção civil, como ferramentas, móveis, materiais de construção, funcionariam de 8 às 15 horas. Já o comércio de roupas abririam às 10 horas e fechariam às 16, para evitar conflito de horário de funcionamento com outros serviços, como a indústria, por exemplo.

No interior, os estabelecimentos também funcionariam com horário restrito, de 10 às 16 horas.

Para os empresários, as óticas funcionariam em horário normal, uma vez que eles consideram que trata-se de serviço essencial.

Academias, bares, cerimoniais e espetáculos não foram incluídos na proposta feita por empresários.

“Uma vez definida a abertura, iríamos abrir gradativamente, com um segmento funcionando em um horário, outro em um período diferente, como um rodízio”, afirmou o presidente da Fecomério, José Lino Sepulcri. Os empresários vão se comprometer a seguir as recomendações do governo em relação à higiene e à segurança.

Para o presidente do Sindicato dos Comerciários (Sindicomerciários), Rodrigo Rocha, afirmou que não é hora para pensar em abertura do comércio, devido ao aumento do número de infectados no Estado. “Estamos caminhando para o auge da pandemia e reabrir as lojas seria jogar fora as ações do governo para conter o vírus. O comércio viraria um local de disseminação nesse momento”, ressaltou.


 


Férias coletivas para 25 empregados

Empresário Breno Almeida (Foto: Divulgação)Desde que fechou as portas das quatro lojas de móveis que tem na Grande Vitória, o empresário Breno Almeida, de 40 anos, deu férias coletivas para seus 25 funcionários. Ele espera agora a flexibilização do fechamento para que não precise demitir ninguém.

“A partir de segunda-feira não sei o que vou fazer. Suspender os contratos de trabalho até que possamos voltar a abrir é uma opção. Conheço comerciantes que precisaram encerrar suas atividades, sem ter condições de arcar com as despesas.”

Ele ressaltou que com a reabertura, os empresários devem ter cuidado com higiene e segurança.
 


Fonte: Site Tribuna Online em 16 de abril de 2020
Copyright 2010 / 2020 Unicon - União Contábil

Vitória ES

Rua Graciano Neves, 230, Centro, CEP: 29015-330
Telefax: (27) 2104-0900 | e-mail: unicon@unicon.com.br
veja nosso mapa
 

Newsletter

Nome:
E-Mail: