top of page

Cooperação Fiscal ajuda a solucionar irregularidades de empresas


Em cinco anos de atuação, o Cooperação Fiscal já ajudou a solucionar quase 400 mil irregularidades de empresas capixabas. O programa contempla 100% dos contribuintes e mais de 97 mil já foram notificados sobre alguma pendência com a Receita Estadual.


O sistema permite ao contribuinte ter a ciência e promover a autorregularização, corrigindo espontaneamente possíveis erros registrados na hora de prestar as informações ao Fisco Estadual, evitando, assim, conforme o caso, bloqueios de emissão de documento fiscal, Avisos de Cobrança, Autos de Infração e a exclusão de empresas do Simples Nacional.


O SISTEMA / A plataforma do Cooperação Fiscal está disponível para interações entre a Receita Estadual e contribuintes há 5 anos. Todo o processo é feito por meio da Agência Virtual (AGV). Por lá, o contribuinte recebe informações sobre inconsistências fiscais detectadas e interage diretamente com um auditor fiscal, a fim de sanar as irregularidades, promovendo, assim, a autorregularização – regularização em espontaneidade.


Atualmente, o Cooperação Fiscal possibilita a correção de informações em seis produtos diferentes: Omissos de EFD – Escrituração Fiscal Digital; ICMS Declarado e Não recolhido ou Recolhido a Menor; Omissos de PGDAS-D; Simples Nacional – Diferença de Cartão; NF-e de Emissão Própria Não Escriturada na EFD; e ICMS-ST Declarado e Não Recolhido ou Recolhido a Menor.


Leia abaixo a matéria original publicada pela Imprensa Oficial do Espírito Santo:


Download PDF

cooperação fiscal - news
.pdf
Download PDF • 190KB

Comments


bottom of page