top of page

Espírito Santo bate recorde de abertura de empresas

Em média, 57 empresas foram abertas por dia no Espírito Santo em 2023.


Segundo levantamento da Junta Comercial, o Estado bateu recorde na constituição de empresas no ano passado, com 20.532 novos registros, o que representa um aumento de 5,21% em relação à 2022, que teve 19.514 processos. O número é o maior alcançado nos últimos dez anos.


Entre as atividades que mais tiveram empresas abertas estão: comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, que ficou em primeiro lugar, com 7.569 novos registros; promoção de vendas, em segundo, com 6.891; e comércio varejista de bebidas, em terceiro, com 5.066.


Presidente da Junta Comercial do Espírito Santo (Jucees), Paulo Alfonso Menegueli destaca que entre as principais razões para este aumento estão a simplificação do sistema e a integração promovida pelo Governo do Estado entre os órgãos envolvidos no processo de abertura.


“O Decreto Estadual nº 5183-R, que dispensou de atos públicos atividades econômicas consideradas de baixo potencial de risco, e a integração com órgãos estaduais e municípios por meio do sistema Simplifica ES, foram decisivos para facilitar o processo de abertura, beneficiando o empreendedor, assim como nos pede o governador Renato Casagrande”, afirma Menegueli.


Mais de 8 mil empresas já foram beneficiadas pelo Decreto citado, que, de 1.332 atividades incluídas na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), dispensou de autorização legal para funcionamento 620 delas.


Quanto ao tempo de abertura, hoje, cerca de 67% dos processos na Jucees são processados em menos de 10 minutos. Se considerados os registros até 30 minutos, esse montante chega a 78%. Já o tempo total médio entre a consulta de viabilidade e a obtenção do CNPJ para começar a atuar é de 13 horas, o melhor da região Sudeste no ranking da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios – Redesim.


Comentários


bottom of page